Agende sua consulta
Fale conosco pelo WhatsApp
Causas do astigmatismo: quais são?
Imagem meramente ilustrativa (Banco de imagens: Shutterstock)
14/05/2024

Doença ocular é bastante comum e pode ser hereditária. Fique atento para saber quando procurar ajuda médica especializada.

Em uma pessoa com o olho normal, a córnea (estrutura transparente que forma a parte externa do olho) e o cristalino (parte do olho responsável pela formação das imagens) têm um formato arredondado, como uma pequena bolinha. Com o astigmatismo, por diversas razões, essas estruturas podem adquirir um formato ovalado.

Existem dois tipos básicos de astigmatismo: astigmatismo horizontal (quando o olho é mais largo do que alto) e astigmatismo vertical (quando o olho é mais alto do que largo).

Quero tratar o astigmatismo!

O principal sinal do astigmatismo, independentemente do tipo, é a visão embaçada. Isso acontece porque, com a alteração no formato da córnea, os raios luminosos que incidem sobre este tecido transparente mudam de direção e cheguem de forma distorcida à retina, resultando em uma imagem borrada. Além disso, outros sinais que podem surgir são: dor de cabeça, visão dupla, fadiga ocular, necessidade de apertar os olhos para enxergar e ver halos ao redor das luzes.

O astigmatismo está frequentemente presente desde o nascimento e pode ocorrer em combinação com outras condições que afetam os olhos, como miopia ou hipermetropia.

Para saber mais sobre as causas do astigmatismo, como é diagnosticado e qual profissional procurar, continue lendo o texto a seguir.

Possíveis causas para o astigmatismo

As causas do astigmatismo são desconhecidas, estando, normalmente, o erro refrativo presente desde o nascimento. Ou seja, acredita-se que as causas do astigmatismo estejam relacionadas a uma alteração na curvatura da córnea ou do cristalino, que é mais ovalada do que redonda, que ocasiona uma distorção na imagem formada no cérebro.

Outra possível causa do astigmatismo são alterações no cristalino e na retina. Porém, é importante destacar que se sentar muito perto da televisão ou da tela do computador, deixar a tela do celular com muito brilho ou ler com pouca luz não estão entre as causas do astigmatismo.

Receba um diagnóstico especializado na clínica CEMO!

Fatores de risco do astigmatismo

Além das causas do astigmatismo citadas acima, algumas pessoas estão em maior risco de desenvolver a doença. Dentre elas, destacam-se aquelas com:

  • História familiar de astigmatismo;
  • Miopia;
  • Idade avançada;
  • Trauma ocular ou cirurgia;
  • Outras doenças oculares, como ceratocone, glaucoma congênito, catarata e pterígeo;
  • Prurido ocular (coçar o olho);
  • Histórico pessoal de miopia ou hipermetropia.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico do astigmatismo é feito por meio de exame oftalmológico que pode incluir:

  • Teste de acuidade visual: avalia a qualidade da visão;
  • Teste de refração: mede a quantidade de luz que se concentra e se dobra ao entrar no olho;
  • Ceratometria: mede o nível de curvatura da córnea;
  • Topografia computadorizada da córnea: fornece informações detalhadas sobre a forma da córnea;
  • Exame da lâmpada de fenda: avalia as diferentes camadas e partes do olho.

Qual profissional procurar para o tratamento?

O especialista que trata a doença, independentemente das causas do astigmatismo, é o oftalmologista. É esse profissional que diagnostica e indica o melhor tratamento, que pode ser feito com o uso de óculos ou lentes de contato, ou mesmo com cirurgia.

O oftalmologista deve ser consultado caso o paciente apresente os sintomas que podem indicar a presença do astigmatismo. Esse especialista é quem está capacitado para determinar se o paciente realmente tem astigmatismo e, em caso afirmativo, em que grau.

Com o tratamento para astigmatismo adequado, é possível melhorar consideravelmente a qualidade de vida do paciente e reduzir os sintomas associados ao astigmatismo.

A Clínica CEMO, uma referência no tratamento de doenças oculares, possui um corpo clínico especializado para realizar exames oftalmológicos para diagnóstico de diversas condições e indicar o tratamento adequado.

Para saber mais sobre as causas do astigmatismo e outras doenças oculares, agende sua consulta com um especialista.

 

Fontes:

Academia Americana de Oftalmologia

Biblioteca Virtual em Saúde

Cleveland Clinic