Agende sua consulta
Fale conosco pelo WhatsApp
Cirurgia de retina e vítreo
Imagem meramente ilustrativa (Banco de imagens: Shutterstock)

Procedimentos podem ser realizados para tratar doenças da retina e do vítreo, como hemorragias, retinopatias e descolamento

A Cirurgia de retina e vítreo é um procedimento que consiste em manipular estas duas estruturas oculares para tratar as doenças que as atingem. Existem diversas técnicas que podem ser aplicadas nesse tipo de cirurgia, sendo a mais comum a vitrectomia, que consiste na substituição do vítreo por outra substância.

No entanto, outros procedimentos também podem ser classificados como cirurgia de retina e vítreo, como a retinopexia pneumática e a introflexão escleral, que podem ser realizadas no tratamento de doenças como o descolamento de retina.

Agende sua consulta com um oftalmologista agora mesmo!

Para quem é indicada a cirurgia?

A retina é uma membrana sensível localizada no fundo do globo ocular. É sobre ela que as imagens são focalizadas e, por meio da sensibilidade de suas células, transformadas em impulsos elétricos que serão transmitidos ao cérebro pelo nervo óptico. O vítreo, por sua vez, é um líquido gelatinoso que preenche dois terços da cavidade ocular, ajudando a manter a forma do olho e proteger a retina.

Ambas as estruturas são extremamente sensíveis e vulneráveis a doenças, inclusive as que podem receber indicação da cirurgia de retina e vítreo, como:

  • Descolamento de retina — a indicação mais comum do procedimento;
  • Hemorragia vítrea;
  • Retinopatia diabética;
  • Glaucoma;
  • Buraco macular;
  • Traumas oculares.

Como a cirurgia funciona?

Os passos de uma cirurgia de retina e vítreo dependem da técnica a ser realizada, que, por sua vez, é escolhida de acordo com a doença a ser tratada e as condições do paciente. O procedimento deve ser realizado em centro cirúrgico e dura, dependendo da técnica, até uma hora, não exigindo internação hospitalar.

A vitrectomia, como mencionado anteriormente, consiste na remoção do vítreo e substituição por outra substância, geralmente uma solução salina, óleo de silicone ou gás. A remoção e substituição do humor vítreo se dá por meios de instrumentos inseridos no globo ocular através de pequenas incisões.

Veja além com a cirurgia de retina e vítreo. Agende já!

No caso da vitrectomia, para tratamento de patologias como o descolamento de retina, são retirados os tecidos que estejam causando o descolamento. No caso do tratamento de hemorragias, podem ser realizados procedimentos nos vasos sanguíneos para evitar que ocorram novamente.

A retinopexia pneumática é um tipo de cirurgia de retina e vítreo realizada por meio da injeção de gás na área do descolamento da retina, para obstruí-la e impedir a passagem de líquido. Isso possibilita que ela se junte novamente à parede ocular. O gás inserido é, posteriormente, absorvido pelo corpo.

Já a introflexão escleral é realizada com o intuito de bloquear todas as áreas que estejam causando o descolamento de retina ou outras patologias na membrana. O procedimento é realizado por meio de suturas ao redor do olho e de um implante de silicone, que possibilitam a aderência da retina por meio da cicatrização. O procedimento pode ser realizado de forma isolada ou em conjunto com a vitrectomia.

Pós-operatório

O pós-operatório de uma cirurgia de retina e vítreo demanda uma série de cuidados que podem levar até 15 dias. As técnicas desse tipo de cirurgia são conhecidas por terem uma recuperação incômoda. Por isso, é importante que o paciente tenha atenção às recomendações de repouso e uso de medicamentos e colírios prescritos pelo médico nesse período.

No caso da vitrectomia, é importante ter atenção à posição da cabeça, principalmente se o vítreo tiver sido substituído por um gás. Nessa situação, é importante também evitar viagens de avião e a lugares de muita altitude, por causa da possibilidade de expansão do gás utilizado na cirurgia de retina e vítreo.

No caso da retinopexia, a recomendação sobre altitudes também é válida, uma vez que o procedimento, como vimos anteriormente, também utiliza gás para realizar o tratamento.

Além das recomendações acima, todas as cirurgias de retina e vítreo compartilham alguns cuidados durante a recuperação, tais como:

  • Tomar cuidado com a exposição dos olhos a poeira e vento;
  • Utilizar óculos escuros e tapa-olho, caso haja recomendação médica;
  • Não usar maquiagem próxima aos olhos;
  • Evitar movimentos rápidos dos olhos e com a cabeça;
  • Não realizar atividades físicas até a liberação médica.

Resultados da cirurgia

Os resultados de uma cirurgia de retina e vítreo podem ser observados à medida que a recuperação avança, principalmente por meio do fim das alterações visuais e cegueira que muitas vezes acompanham as doenças que atingem as duas estruturas.

Para isso, é importante que o paciente retorne a todas as consultas agendadas para acompanhamento da evolução do tratamento. Assim, é possível avaliar se os resultados da cirurgia de retina e vítreo estão se estabelecendo ou se é necessário realizar outro tipo de procedimento.

Além disso, a avaliação também é importante para detectar e tratar possíveis complicações da cirurgia de retina e vítreo, ainda que, nesses tipos de procedimento, elas sejam raras. Por isso, é importante ficar atento a qualquer sintoma anormal e comunicar ao médico imediatamente.

Saiba mais sobre cirurgias oculares, como a cirurgia de retina e vítreo, entrando em contato com os especialistas do CEMO. Agende sua consulta!

 

Fontes:

Sociedade Brasileira de Oftalmologia

Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo

O CEMO Osasco é uma clinica localizada no centro de Osasco, em São Paulo. Realizamos consultas e tratamentos de oftalmologia para todas as idades