Agende sua consulta
Fale conosco pelo WhatsApp
Cirurgia de catarata
Imagem meramente ilustrativa (Banco de imagens: Shutterstock)

Único tratamento possível para a catarata, o procedimento substitui o cristalino opaco por uma lente transparente, possibilitando melhora da nitidez visual

A catarata é uma doença crônica progressiva responsável por 51% dos casos de cegueira no mundo, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Na doença, o cristalino — membrana transparente que permite que a luz entre no globo ocular e forme as imagens vistas pelo observador — se torna opaco, fazendo com que a visão seja prejudicada.

A maior parte dos casos de catarata ocorre em pessoas com mais de 50 anos, sendo causada justamente pelo processo de envelhecimento. Contudo, a doença pode ser congênita ou se manifestar por causa de outros fatores, como diabetes, uso de corticoides e outras doenças oculares.

A única maneira eficaz de tratar o avanço da catarata é de forma cirúrgica. Na cirurgia de catarata, são realizados procedimentos com o objetivo de remover o cristalino danificado e substituir por uma lente transparente, devolvendo ao paciente a capacidade de enxergar com nitidez.

Agende sua consulta com a Clínica CEMO agora mesmo!

Para quem é indicada a cirurgia de catarata?

A cirurgia de catarata sempre foi preferencialmente indicada para pacientes com a doença em estágio avançado, ou seja, aqueles que já possuem uma capacidade visual muito baixa por causa da doença. Nesse contexto, é comum que a maioria dos pacientes que realizam o procedimento seja constituída por idosos.

No entanto, tem sido cada vez mais comum a indicação do tratamento para catarata a pacientes mais jovens ou que tenham a doença em estágios iniciais, ou seja: qualquer paciente diagnosticado pode estar apto para fazer a cirurgia de catarata.

Ainda assim, pelo fato de a cirurgia de catarata ser um procedimento invasivo, a escolha do momento para realizar a cirurgia depende de uma avaliação, pelo médico especialista, das condições do paciente (como, por exemplo, a idade e a presença de outras doenças oculares) e das possibilidades de melhora.

Como é o pré-operatório?

Ainda que a preparação para a cirurgia de catarata não exija, necessariamente, a realização de exames específicos, é importante ficar atento a alguns cuidados para que o procedimento seja realizado de maneira adequada. Um exemplo é o monitoramento da pressão arterial, que deve estar controlada para diminuir o risco de hemorragias durante e após a cirurgia.

O médico oftalmologista pode recomendar o uso de colírios específicos dois dias antes da cirurgia de catarata para prevenir infecções e melhorar a recuperação após o procedimento. Além disso, no dia da cirurgia, outros cuidados devem ser observados. São eles:

  • Estar em jejum de pelo menos 8 horas antes do procedimento;
  • Deixar o rosto e a cabeça bem higienizados e sem barba ou maquiagem;
  • Usar roupas leves e confortáveis;
  • Seguir as orientações em relação ao uso de medicamentos contínuos (como corticoides e anticoagulantes) ou tratamento para diabetes;
  • Levar um acompanhante.

Viva com visão clara e nítida. Trate a catarata na Clínica CEMO!

Como a cirurgia funciona?

Como mencionado anteriormente, o principal objetivo da cirurgia de catarata é a remoção do cristalino afetado pela doença e sua substituição por uma lente intraocular. O primeiro passo, chamado de facoemulsificação, é realizado por meio de um dispositivo de ultrassom de alta precisão. Nesse procedimento, a partir de uma pequena incisão, são feitas pequenas rupturas no cristalino para que, em seguida, seus fragmentos sejam aspirados.

Também é possível realizar a aspiração do cristalino com o auxílio de um feixe de laser. Nesse procedimento, chamado comumente de cirurgia de catarata a laser, as incisões e as rupturas do cristalino são confeccionadas pelo aparelho.

Após a remoção do cristalino, o passo seguinte da cirurgia de catarata é a colocação da lente intraocular em seu lugar. Podendo ser rígida ou flexível — tipo determinado a partir de exames prévios para detectar qual se adapta melhor ao paciente —, ela é projetada de acordo com as dimensões do globo ocular, de modo que a luz seja refratada em seu interior de forma a proporcionar uma visão nítida.

Ultimamente, as lentes intraoculares têm evoluído cada dia mais. Atualmente, elas podem ser projetadas para auxiliar, de forma complementar, na melhora de outras doenças oculares, como os erros refrativos (miopia, astigmatismo e hipermetropia) e a vista cansada.

São as chamadas lentes multifocais tóricas, trifocais ou de Foco Estendido (EDOF), fazendo parte do arsenal terapêutico de lentes Premium que o oftalmologista pode propor aos pacientes que desejam uma maior independência dos óculos e uma recuperação mais rápida. Vale ressaltar que existe uma indicação precisa dessas lentes aos pacientes e nem todos são candidatos a elas. Exemplo dos pacientes que não tem indicação dessas lentes: portadores de glaucoma, doenças retinianas e com alterações de Córnea.

Os procedimentos da cirurgia de catarata devem ser realizados em um olho de cada vez, em ambiente ambulatorial ou hospitalar. Toda a cirurgia é indolor e dura, em média, de 20 a 30 minutos.

Como é a recuperação da cirurgia de catarata?

Após a cirurgia de catarata, é colocado um curativo que pode ser retirado em até 12 horas. Não há a necessidade de internação hospitalar, podendo o paciente voltar para casa pouco tempo depois do procedimento.

A partir desse momento, uma série de cuidados deve ser tomada. São eles:

  • Não coçar ou tocar nos olhos;
  • Não dormir do lado do olho operado nos primeiros dias pós cirurgia;
  • Proteger os olhos de ventos, raios solares e poeira;
  • Manter repouso nos primeiros dias após a cirurgia;
  • Evitar usar maquiagem e cosméticos no rosto;
  • Usar corretamente os medicamentos e colírios prescritos pelo oftalmologista;
  • Retomar as atividades que exigem esforço visual (como assistir TV, por exemplo), quando os desconfortos iniciais passarem.

É comum que, nos primeiros dias após a cirurgia de catarata, o paciente sinta que a visão está um pouco borrada ou embaçada. Isso ocorre por causa do processo de recuperação da córnea e do globo ocular.

Nesse período, também é comum que alguns pacientes relatem secura nos olhos, sensação de desconforto e de corpo estranho e sensibilidade à luz. Nesses casos, é importante relatar os sintomas ao médico oftalmologista e utilizar os medicamentos e colírios prescritos adequadamente.

Quais os resultados esperados?

Muitos pacientes relatam uma melhora da nitidez visual já nas primeiras 24 horas após a cirurgia de catarata. Em outros casos, alguns dias podem se passar até que a melhora se estabeleça. É comum também que os pacientes relatem uma evolução na qualidade da visão noturna e do contraste das cores.

A melhora da qualidade de vida proporcionada pelo aumento da acuidade visual é notável, uma vez que as dificuldades em realizar atividades no dia a dia e os riscos de acidentes por causa da baixa visão diminuem.

Saiba mais sobre a cirurgia de catarata e outros tratamentos oculares. Agende sua avaliação com os especialistas do CEMO.

 

Fontes:

Sociedade Brasileira de Oftalmologia

Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia

Ministério da Saúde

Equipe do Centro de Medicina Oftalmológica – CEMO

O CEMO Osasco é uma clinica localizada no centro de Osasco, em São Paulo. Realizamos consultas e tratamentos de oftalmologia para todas as idades