Agende sua consulta
Fale conosco pelo WhatsApp
Quais são os tratamentos para astigmatismo?
Imagem meramente ilustrativa (Banco de imagens: Shutterstock)
09/10/2023

Conheças as opções e saiba se a doença pode ser curada

O astigmatismo é uma doença ocular em que ocorre uma curvatura da córnea ou do cristalino, o que faz com que os raios de luz cheguem em pontos diferentes da retina e que a imagem formada no cérebro fique desfocada, distorcida ou deformada.

A córnea de pessoas com astigmatismo é mais ovalada (quando deveria ser arredondada), o que gera problemas na visão.

A doença está frequentemente presente desde o nascimento e pode ocorrer em combinação com a miopia ou a hipermetropia.

Quais os sintomas do astigmatismo?

Os sintomas mais comuns do astigmatismo são:

  • Visão embaçada, distorcida ou dupla;
  • Dificuldade para enxergar de perto ou de longe;
  • Dor de cabeça;
  • Fotofobia (sensibilidade à luz);
  • Dor nos olhos;
  • Fadiga ocular;
  • Dificuldade para enxergar à noite.

Nos casos de astigmatismo leve, é possível que o paciente não note nenhum desses sintomas e nenhuma alteração na visão. Por isso, é importante fazer os exames oftalmológicos regularmente.

Quais os fatores de risco?

Embora o astigmatismo não tenha uma causa definida, existem alguns fatores de risco que podem aumentar as chances de desenvolvimento da doença. São eles:

  • Propensão genética;
  • Lesões ou traumas oculares;
  • Doenças oculares, como o ceratocone, uma doença progressiva que vai tornando a córnea mais fina e em forma de cone;
  • Coçar os olhos com frequência;
  • Complicações após cirurgia ocular.

É um mito que ler com pouca luz ou sentar-se muito perto da televisão causa astigmatismo ou piora a situação.

Afinal, o astigmatismo tem cura?

O astigmatismo só pode ser curado com cirurgia, pois ela objetiva corrigir a curvatura da córnea, curando assim o problema de maneira definitiva.

Tratamentos para astigmatismo

Os tratamentos para astigmatismo mais comuns incluem o uso de lentes corretivas (óculos e lentes de contato) ou, dependendo do caso, cirurgia. Quando a doença é de grau leve, pode não ser necessário nenhum tipo de tratamento.

Óculos

Os óculos são um dos tratamentos para astigmatismo nos quais as lentes ajudam a compensar a forma irregular do olho. As lentes fazem com que a luz se reflita na retina de maneira correta. Os óculos também podem corrigir outros erros de refração, como miopia ou hipermetropia.

Lentes de contato

Outro tratamento para astigmatismo pode incluir o uso de lentes de contato. Assim como os óculos, elas corrigem a maioria dos casos de astigmatismo. Elas estão disponíveis em uma variedade de tipos e estilos.

Além disso, as lentes de contato também são usadas em um procedimento chamado ortoceratologia. Neste tratamento para astigmatismo, lentes rígidas são usadas durante o sono, levando a um remodelamento da córnea de forma reversível. Em seguida, as lentes são usadas com menos frequência para manutenção da nova forma. Porém, se o tratamento for descontinuado, o olho retorna à sua forma anterior e ao erro de refração.

Cirurgia refrativa

Os médicos também podem indicar a cirurgia como tratamento para astigmatismo. Neste tipo de tratamento para astigmatismo, recomendado para pacientes com mais de 18 anos e com uma graduação estabilizada há, pelo menos, 12 meses, um cirurgião oftalmologista usa um feixe de laser para remodelar as curvas da córnea, o que corrige o erro de refração.

A cirurgia refrativa é simples, indolor, feita sob anestesia local e dura, em média, 20 minutos. Em cerca de 24 horas o paciente já consegue ter uma visão normal.

O objetivo do procedimento é mudar o formato da córnea para que ela possa refletir a luz corretamente. A cirurgia refrativa melhora a visão e reduz a necessidade de uso de óculos ou lentes de contato.

Existem diferentes tipos de cirurgia refrativa para tratamento do astigmatismo, sendo os mais comuns:

  • LASIK;
  • LASEK;
  • Ceratectomia fotorrefrativa (PRK);
  • Epi-LASIK;
  • SMILE.

O tipo mais adequado para o paciente é indicado pelo médico após avaliação.

Entre em contato com a CEMO e agende sua consulta.

 

Fontes:

Sociedade Brasileira de Oftalmologia

Associação Americana de Optometria

Academia Americana de Oftalmologia

National Eye Institute

Mayo Clinic