Agende sua consulta
Fale conosco pelo WhatsApp
Quais os tipos de glaucoma?
Imagem meramente ilustrativa (Banco de imagens: Shutterstock)
05/05/2024

Saiba quais são suas causas e principais sintomas

O glaucoma é uma doença ocular que danifica o nervo óptico devido – na maioria das vezes – a um aumento da pressão intraocular. O nervo óptico é responsável por enviar informações visuais do olho para o cérebro, sendo vital para uma boa visão.

A doença pode acometer indivíduos de qualquer idade, mas é mais comum em adultos mais velhos, sendo uma das principais causas de cegueira em pessoas com mais de 60 anos.

Quero tratar o glaucoma!

Quais são os tipos de glaucoma?

Existem diversos tipos de glaucoma. São estes:

Glaucoma crônico de ângulo aberto

Entre os tipos de glaucoma, esse é o mais comum, representando cerca de 80% dos casos. Conhecido também como glaucoma crônico simples, afeta geralmente pessoas acima dos 40 anos e tem como causa uma obstrução dos canais que drenam o humor aquoso, líquido incolor que tem as funções de nutrir a córnea e o cristalino e regular a pressão interna do olho. Inicialmente, esse tipo de glaucoma não apresenta sintomas, porém, gradualmente, pontos cegos podem surgir na visão lateral (periférica). Em estágios posteriores, mais avançados, a visão central pode ser afetada.

Glaucoma agudo ou de ângulo fechado

Nesse tipo de glaucoma, ocorre um aumento repentino da pressão intraocular, que pode levar à cegueira em poucos dias, o que faz com que ele seja considerado uma emergência clínica. Ocorre quando a drenagem do humor aquoso é obstruída abruptamente. Seus principais sintomas são:

  • Dor de cabeça intensa;
  • Dor ocular intensa;
  • Náuseas ou vômitos;
  • Visão turva;
  • Halos ou anéis coloridos ao redor das luzes;
  • Vermelhidão ocular.

Reconhece algum sintoma? Entre em contato agora mesmo!

Glaucoma de pressão normal

Não há uma causa exata para que o nervo óptico seja danificado quando a pressão intraocular é normal. Acredita-se que, nesse tipo de glaucoma, o nervo óptico pode ser sensível ou apresentar menos fluxo sanguíneo, o que pode ser causado pelo acúmulo de depósitos de gordura nas artérias ou por outras condições que prejudicam a circulação. Seus sintomas incluem visão turva, inicialmente, e perda da visão lateral, conforme a doença progride.

Glaucoma secundário

O glaucoma secundário é aquele cujo desenvolvimento está relacionado a outras doenças, como diabetes, catarata, entre outras, além de uso de colírios que contêm corticoides por tempo prolongado, que podem interferir na correta drenagem do humor aquoso.

Glaucoma congênito

Entre os tipos de glaucoma, o congênito é bastante raro, ocorrendo em recém-nascidos e crianças. Apresenta como sintomas:

  • Assimetria no tamanho dos olhos;
  • Olho opaco ou turvo (bebês);
  • Aumento no número de piscadas;
  • Lágrimas, sem que o bebê esteja chorando;
  • Visão turva;
  • Miopia que se agrava;
  • Dor de cabeça.

Como é feito o diagnóstico do glaucoma?

O diagnóstico dos diversos tipos de glaucoma é feito por meio de um exame oftalmológico, no qual o médico irá medir a pressão do olho e avaliar a parte anterior e o fundo desse órgão para observar o nervo óptico. Às vezes, podem ser necessários outros exames.

Opções de tratamento

Os danos causados pelo glaucoma não podem ser revertidos. Mas o tratamento e os exames regulares podem ajudar a retardar ou prevenir a perda de visão, principalmente quando a doença é diagnosticada precocemente.

O objetivo do tratamento do glaucoma é reduzir a pressão intraocular, o que pode ser feito por meio de:

  • Colírios;
  • Uso de medicamentos orais;
  • Tratamento a laser;
  • Cirurgia;
  • Combinação de abordagens.

Qual profissional procurar para tratar os tipos de glaucoma?

O especialista que diagnostica e trata os diversos tipos de glaucoma é o oftalmologista. Ele deve ser procurado assim que os primeiros sintomas da doença surgirem, a fim de evitar a piora do quadro e a perda da visão.

A Clínica CEMO é uma das referências em tratamento de doenças oculares, realizando exames para diagnóstico e acompanhamento com profissionais especializados e experientes. Agende sua consulta!

 

Fontes:

Sociedade Brasileira de Glaucoma

Mayo Clinic

Biblioteca Virtual em Saúde